); ga('send', 'pageview');

Pedro Tudela – Non Perso Ma Trovato

INAUGURAÇÃO
“Non Perso Ma Trovato” • Pedro Tudela

Curadoria: Luís Pinto Nunes e Luís Albuquerque Pinho.

Em analogia aos aventureiros do romantismo que realizavam as Grand Tour, nas quais eram coleccionados os albums de gravuras como reflexo da sua ânsia do conhecimento e gosto pelo clássico, Pedro Tudela colecionou objectos de diferentes proveniências, no decorrer da sua residência artística, na Primavera de 2019 na Sicília. As obras apresentadas na exposição GT_S no Ex Convento del Ritiro, em Siracusa, tiveram por base esses objectos – uma barra de ferro, uma pedra vulcânica e um par de cordas. Na apresentação na KUBIKGALLERY, no Porto, são reunidas algumas das imagens realizadas por Pedro Tudela no seu período de residência, que revelam alguns aspectos da sua investigação e roteiro pela ilha. Imagens telúricas do Etna, as vivências de Ortígia na qual são aparentes as diferentes civilizações que aculturaram este porto de mar, o solo lunar que circunda um farol no Capo Murro di Porco, local primeiro avistado pelos refugiados que atravessam o mar mediterrâneo. Assim, esta exposição é compreendida como um lastro de GT_S na qual será também apresentado uma obra sonora resultante das capturas de som realizadas numa gruta artificial nomeada de Orecchio di Dionisio, por Caravaggio quando a visitou na primeira década do séc. XVII.
Esta residência e exposição só foi possível concretizar com o apoio da MADE Program Accademia di Belle Arti Rosario Gagliardi Siracusa, Città di Siracusa e da KUBIKGALLERY, financiado pela DGArtes – Direcção Geral das Artes, Governo de Portugal, Direcção Regional da Cultura Norte, Fundação Calouste Gulbenkian, Câmara Municipal do Porto.

Pedro Tudela (1962, Viseu, Portugal)
Concluiu o Curso de Pintura da Escola Superior de Belas Artes do Porto (ESBAP) em 1987. Professor Auxiliar da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP). Enquanto aluno da ESBAP, foi cofundador do Grupo Missionário: organizou exposições nacionais e internacionais de pintura, arte postal e performance. Participa em vários festivais de performance desde 1982. Foi autor e apresentador dos programas de rádio escolhe um dedo e atmosfera reduzida na xfm, entre 1995 e 1996. Em 1992, por ocasião da exposição “Mute … life”, funda o coletivo multimédia Mute Life dept. [MLd]. Enveredou pela produção sonora em 1992, participando em concertos, performances e edições discográficas, em Portugal e no estrangeiro. Cofundador e um dos elementos do projeto multidisciplinar e de música digital @c. Membro fundador da media label Crónica. Trabalha em cenografia desde 2003. Expõe individualmente com regularidade desde 1981. Participa em inúmeras exposições coletivas em Portugal e no estrangeiro desde o início da década de 80. Encontra-se representado em museus, coleções públicas e particulares. Vive e trabalha no Porto.

OPENING
“Non Perso Ma Trovato” • Pedro Tudela

Curated: Luís Pinto Nunes and Luís Albuquerque Pinho

In analogy to the romanticism adventurous that organized the Grand Tour, in which there were collected the engraving albums as a reflex of their urge for knowledge and taste for the classic, Pedro Tudela collected objects from different origins during his artistic residency in Spring 2019 in Sicily. The works presented at the GT_S exhibition at Ex Convento del Ritiro in Siracusa, had those objects as starting point – an iron rod, a volcanic rock and a pair of ropes.
For KUBIKGALLERY’s show in Porto, a few images made by Pedro Tudela during his residency are going to be presented and will reveal some aspects of his investigation and route throughout the island. Earthy images of Etna, the Ortígia experiences, in which are apparent the different civilizations that occupied this harbour, the lunar soil that surrounds the lighthouse at Capo Murro di Porco, a place that was first sighted by refugees that cross the Mediterranean Sea. Therefore, this exhibition is understood as a support of GT_S in which it will also be presented a sound piece, composed by sound recordings that were made in an artificial cave called Orecchio di Dionisio. This cave was named by Caravaggio when he visited it in the first decade of the 17th Century. This residency and exhibition were made possible with the support of MADE Program Accademia di Belle Arti Rosario Gagliardi Siracusa, Città di Siracusa and KUBIKGALLERY, financed by DGArtes – Direcção Geral das Artes, Portuguese Government, Direcção Regional da Cultura Norte, Fundação Calouste Gulbenkian, Câmara Municipal do Porto.

Pedro Tudela (1962, Viseu, Portugal)
He finished his Degree in Paitings at Escola Superior de Belas Artes do Porto (ESBAP) in 1987. Auxiliary Professor at Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP). As a student at ESBAP, he was founder of Grupo Missionário: organized national and international painting, postal art and performance. Pedro participates in several performance festivals insce 1982. He was the author and host of the radio programs escolhe um dedo e atmosfera reduzida on xfm, between 1995 and 1996. In 1992, because of the show “Mute … life”, he starts the multimedia collective Mute Life dept. [MLd]. Tudela got interested in sound production in 1992, having participated in concerts, performances and record productions in Portugal and abroad. Cofounder and one of the elements of the multidisciplinary and digital music project @c. Founding member of media label Crónica. Pedro works in scenography since 2003. He has been exhibiting regularly since 1981 and has been participating in numerous collective exhibitions in Portugal and abroad since the beginning of the 1980’s. His work is represented in museums, public and private collections. He lives and works in Porto.