); ga('send', 'pageview');

Artista chinês protesta contra a caça e o comércio ilegal de animais com Ferrero Rocher

Estamos acostumados a pensar a embalagem como algo descartável, que serve apenas para conter e proteger um produto. Não paramos para pensar que a expressão “jogar fora”, ou, “deitar fora”, não existe de facto, pois qualquer “lixo” estará em algum lugar dentro do planeta terra, sempre voltando e coexistindo conosco.

Há as embalagens que se dão bem com o meio ambiente, que se adaptam e se desintegram, mas há também as que são mal recebidas, calham por anos, intactas. Como o crescimento dessas intrusas se tornou um sério problema, Ciro Wai, artista chinês, de Hong Kong, encontrou formas criativas de transformar as embalagens de chocolates da Ferrero Rocher em arte e protesto contra a caça e o comércio de animais em extinção.

Se você não quer ver rinocerontes assim, pare de matá-lo por causa de seus chifres.
Se você não quer ver elefante assim, pare de caçá-lo por causa de seus dentes.
Se você não quer ver o tubarão assim, pare de matá-lo por causa de suas barbatanas.

Além de deixar sua grande mensagem de protesto por meio de pequenas esculturas, Ciro Wai cria diversos tipos de miniaturas, que vão de fadas à taça da copa do mundo. Sua primeira obra foi um Pikachu, depois se empenhou em criar uma série completa de esculturas dedicadas aos signos do zodíaco chinês.

 

 

Confira mais obras de Ciro Wai aqui.