); ga('send', 'pageview');

OLHAR E VER

o_olhar_do_fotografo_CMYK_300Abertura, ajuste de controle de exposição, ISO, diafragma, balanço de brancos, erro de paralaxe, pixel, Jpeg, close up, macro, tele, grande angular, distorção, contraste, saturação, brilho, disparo contínuo, difração, distância focal, flash, filtro, cabos para isto, cabos para aquilo, foco, fole, fotómetro, granulação, ruído, temperatura de cor, latitude, número f, UFA!!!!!!! Enfim uma quantidade de termos técnicos que nada mais são do que termos técnicos caso você não acrescente a eles um rico tempero chamado VISÃO. Só a partir desta maneira de ver (mais completo do que, simplesmente, olhar), de enxergar o que nos cerca, segundo as nossas heranças, é que começa de facto a sua construção como FOTÓGRAFO.

Pensando nesse aspecto fundamental, o livro O Olhar do Fotógrafo – composição, enquadramento e design para obter as melhores fotografias digitais, de Michael Freeman, editado em Portugal pela Dinalivro, traduz para a fotografia algumas questões da percepção visual através dos princípios do design, da composição e também da experiência com a técnica fotográfica. Elementos fundamentais para obter resultados visuais mais interessantes.

Ao contrário da maioria das obras do género que procuram se concentrar nas relações técnicas da fotografia, o livro aborda duas questões principais para uma boa foto: o comportamento do fotógrafo e a disposição dos elementos do quadro na composição. Ambos muitas vezes ignorados ou negligenciados durante o estudo da fotografia.

O livro apresenta através de uma narrativa simples e objectiva, metodologias que auxiliam o fotógrafo – mesmo aquele de um nível mais avançado – a perceber e a lidar com a imagem, proporcionando bases sólidas para a compreensão antecipada do que pode ou não ser mais atraente visualmente na construção de uma fotografia.

Através de exemplos práticos, o autor demonstra a importância de se interiorizar alguns conceitos da composição durante o registo de assuntos ativos, que exigem do fotógrafo tomar decisões em pouco tempo. Contudo, todas as suas lições estão para além do digital e das puras técnicas de edição. Apesar de importantes, os avanços tecnológicos, só são de uma grande ajuda se o olhar (a visão) do fotógrafo lá estiver.

© Ozias Filho

O Olhar do Fotógrafo Composição, enquadramento e design para obter as melhores fotografias digitais, de Michael Freeman (Dinalivro/192 pag/ISBN 9789725766101/Preço – 23,32€).

avatar_renato_rosaColuna – Ozias Filho
Ozias Filho, brasileiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 1962.  Jornalista, Escritor, Editor e Fotógrafo. Tem publicado os seguintes livros: Poemas do Dilúvio, Páginas Despidas, O relógio avariado de Deus, Insulares (poesia); Só agora vejo crescer em mim as mãos de meu pai, Mensageiro das Estrelas (prosa); Santa Cruz, Ar de Arestas e Instagramo-te (Fotografia). É Editor nas Edições Pasárgada.

6 Comment

  1. Rosilene Martins says: Responder

    O seu olhar e ver Ozias são perfeitamente surpreendentes a cada imagem… assim como a sua sensibilidade com a poesia… seus textos…

    1. Thanks guys, I just about lost it lonkoig for this.

  2. Obrigado Rosilene pela gentileza de suas palavras.

  3. Rui Brás says: Responder

    Fiquei com vontade de ler o livro que recomendas apesar de não ser fotógrafo. Como pintor, essa fundamental ideia de escolher bem o equilíbrio da composição é também determinante.

    1. Ozias Filho says: Responder

      É um livro que recomendo Rui, apesar de ser específico à fotografia, penso que alguns temas são de interesse para a arte como um todo.

  4. Your post has moved the debate forrdwa. Thanks for sharing!

Deixe uma resposta