); ga('send', 'pageview');

Plenitude na Galeria de Arte do Casino Estoril

Plenitude foi o nome escolhido pelos nove artistas que integram esta exposição coletiva que inaugurou no passado dia 24 de Março, na Galeria de Arte do Casino Estoril. Plenitude de modalidades artísticas: pintura, desenho, escultura e gravura. E plenitude de conceitos sobre a essência da Arte e da sua necessidade na vivência humana.

Estarão presentes nesta coletiva de Artes Plásticas o Prof. Joaquim Lima Carvalho, Diogo Navarro, Rogério Timóteo, Carlos Ramos, Mariola Landowska, Clo Bougard, Paulo Ossião, Marius Moraru e João Paramés.

Carlos Ramos insere-se num conjunto de escultores que se afirmaram nas duas últimas décadas, polifacetado, desenvolvendo a sua actividade na área das artes gráficas e da própria literatura, optando pela escultura, que mais se adaptava à sua formação académica na Arco. Iniciou-se na utilização da pedra e da madeira, como materiais preferidos, tendo actualmente executado esculturas de grande originalidade, aliando o ferro à madeira. Participou já nos anos de 1995, 1996, 1997 e 1998, no importante projecto, que foi o Prémio Edinfor de Escultura, tendo sido distinguido na quarta edição com uma justíssima menção honrosa.

Clo Bougard Pintora, com uma clara marca de modernidade e neofigurativismo, Professora de Artes Cerâmicas atualmente dedica-se à Pintura, com êxito muito apreciável e um promissor currículo artístico.

Diogo Navarro nasceu em Moçambique em 1973. É um dos mais promissores artistas contemporâneos, multifacetado. Conquistou um primeiro prémio, em Moscovo, na “Image of Russia” em 2012 disputado com mais 15 artistas de outras nacionalidades europeias. Pode-se afirmar que é um artista nado e criado na Galeria de Arte do Casino Estoril, onde expõe regularmente.

João Paramés nasceu em Lisboa em 1978. Licenciou-se em Artes Plásticas na Escola Universitária de Coimbra. Presente em importantes coleções de públicas e privadas como Assembleia da República, Câmara Municipal de Lisboa, Museu Grão Vasco, Parlamento Galego e muitos outros.

Joaquim Lima Carvalho nasceu em Aldoar, Porto em 1940. É uma das mais importantes carreiras de docência portuguesa. Licenciou-se na Universidade do Porto com 19 valores. Foi professor catedrático e coordenador da licenciatura de Pintura na F.B.A.P. Coordenou a transformação das Escolas Superiores de Belas Artes de Lisboa e do Porto em Faculdades. Centenas de pintores portugueses foram licenciados pelo Pintor Lima Carvalho.

Mariola Landowska nasceu na Polónia na cidade Szczecin, onde se formou em Arquitectura pela Escola Superior “Kazimiers Wielki”. Estudou Pintura e Artes Plásticas no Instituto de Arte “Gazzola” na classe de Carlo Scrocchi em Piacenza. O seu interesse pela arqueologia, etnografia, mitologia e novas culturas inspiram a sua pintura da qual têm resultado várias exposições individuais e colectivas. Como admiradora da cultura indígena e arte rupestre fez várias viagens para o Brasil onde conviveu com tribos indígenas do Nordeste, Pantanal e Amazonia o que lhe proporcionou participar nas suas antigas cerimónias. Em viagens por Marrocos e Cabo Verde encontrou também novos motivos para inspiração. Na procura da diversidade da sua expressão artística desenvolve trabalhos com azulejo e escultura em mármore. Vive e trabalha em Paço de Arcos.

Marius Moraru nasceu na Transilvânia, Roménia, 1963. Formado em Escultura pela Escola Nacional de Belas Artes Sibiu (ENBAS), entre 1981 – 1984. Estuda Restauração de património nacional I.T. nomeadamente nesta Galeria de Arte e, desde 1994 em diversas colectivas. Marius Moraru reencontrou as suas raízes latinas e a fascinante diversidade dos mármores e também do sol português. Desde então, trabalha e reside em Portugal.

Paulo Ossião nasceu Lisboa, 1952. Na atualidade há um nome que se distingue na prática da aguarela, que a adotou desde sempre, como modalidade única. É o Paulo Ossião. É titular de mais de uma dezena de prémios. Realizou numerosas exposições individuais, das quais 11 nesta Galeria de Arte, participando em coletivas, nomeadamente em 21 Salões de Outono entre 1982 e 2014. Encontra-se representado em mais de uma dezena de Câmaras Municipais, assim como em numerosas coleções particulares e públicas. Paulo Ossião que nasceu e evoluiu na Galeria de Arte do Casino Estoril. É inegavelmente o qualificado aguarelista português contemporâneo.

Rogério Timóteo nasceu em Anços, Sintra, 1967. Curso “Novas Tecnologias em Mármore”, Vila Viçosa (1981). Curso de Desenho na SBNA em Lisboa. Participou em mais de 80 exposições coletivas, algumas nesta Galeria de Arte, onde também apresentou “Diálogos Solitários” em 2009, uma das suas 15 mostras individuais já realizadas. Representado em colecções privadas em Portugal e no estrangeiro. Autor de um grande número de obras públicas. Realizou uma excelente exposição, com peças de grandes dimensões, utilizando apenas os qualificados mármores brancos portugueses, por convite da importantíssima galeria “ABC Stone”, na Brooklyn, em Nova Iorque, especializada em trabalhos de escultura.

Esta exposição ficará patente ao público até 2 de Maio, todos os dias das 15.00 às 24.00 horas.


Coluna – Dr. Nuno Lima de Carvalho
avatar_nuno_l_carvalho
Nuno Lima de Carvalho, português, Vila Franca do Lima, Viana do Castelo, Portugal, 1932. Licenciado em Filosofia e Letras pela Universidade de Salamanca e em Direito pela Universidade Clássica de Lisboa. Secretario-Geral da Estoril-Sol de 1971 a 2002. Director da Galeria de Arte do Casino Estoril desde 1975. Títulos: Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, Comendador da Ordem de Mérito Vaz de Caminha, Brasil, Comendador da Ordem de Mérito Civil de Espanha, Cidadão Soteropolitano (Salvador da Bahia, Brasil).

1 Comment

  1. Wow, this is in every repcset what I needed to know.

Deixe uma resposta